terça-feira, abril 10, 2007

O Povo Brasileiro é Conservador!

Mas por que não há representação na classe política?!

Do Blogue de Reinaldo Azevedo:

...Folha publicou ontem uma pesquisa com a opinião dos brasileiros sobre vários assuntos — entre eles, o aborto. O resultado não me surpreendeu: 65% dos entrevistados querem que a legislação continue como está — permissão apenas em caso de estupro e risco de morte para a mãe. Isso significa uma esmagadora maioria da população contra a chamada legalização do aborto. Em 1993, 54% tinham essa opinião. Apenas 10% defendem a prática sem qualquer restrição — há 14 anos, eram 18%. E 16% querem ampliar as situações em que a interrupção da gravidez seria possível — naquela primeira pesquisa, eram 23%...

Veja-se o caso da pena de morte, a que me oponho. Nada menos de 55% dos entrevistados se dizem favoráveis, e 40% se dizem contrários. Essa consulta não seria feita porque esbarraria nas chamadas cláusulas pétreas da Constituição. Mas o número indica, evidentemente, que a população está assustada e quer mais dureza no combate ao crime...

Mesmo a eutanásia, que costuma ser apresentada sempre numa versão adocicada, como se seus defensores ou promotores fossem anjos da anunciação, merece a reprovação dos brazucas: 57% não querem saber dessa conversa, contra apenas 36% que se dizem favoráveis. A questão é indiferente para 2%, e 5% não sabem...

Disseram-se contra a união civil de pessoas do mesmo sexo 49% dos entrevistados, e 42% são favoráveis. Para 7%, é indiferente, e 2% não sabem...

Opõem-se à adoção de crianças por casais homossexuais 52% das pessoas, e 43% a defendem — 4% são indiferentes, e 2% não sabem.

5 Comments:

Anonymous Edmar said...

Sei lá, talvez porque o conservadorismo político tenha sido representado, em boa parte, por picaretas da ARENA/PFL por anos a fio... aquele pessoal que gosta mesmo é do Diário Oficial, embora com discurso anti-estatal...

10 abril, 2007 10:51  
Anonymous Marcos Cabral said...

Menos ACMs e mais Sanchotenes entre os liberais.

10 abril, 2007 11:59  
Blogger San Tell d'Euskadi said...

Edmar, esse é o posicionamento do Olavo de Carvalho, explicitado, inclusive, no seu último artigo. Mas ele não é tão específico. Ele bate nessa direita toda...

10 abril, 2007 12:06  
Anonymous Edmar said...

Uai, cara, vi o artigo, é mais ou menos a mesma idéia (pelo menos nessa parte). Concordamos nesse ponto, os atos dessa tralha, junto com o apoio à ditadura militar (essa é por minha conta), minaram bastante a credibilidade; e poucos, muito poucos aparentemente (ou por enquanto), querem se identificar com o "conservadorismo"...

10 abril, 2007 12:29  
Anonymous JS said...

Debate bacaninha. Fez tremendo sucesso nos anos 60 e 70. Só desapareceu quando um comunista russo acabou com a URSS e um socialista espanhol pirou o cabeção e fez um monte de reformas liberais.

De lá pra cá, só se discute a velha dicotomia esquerda-direita nos fóruns sociais das descoladas Porto Alegre, Machu Pichu, Uagadugu e Garanhuns.

Mas valeu como flash back. Lembrei-me do Gol a Gol (se pegá com o pé é dibra) e do Vapor, os jornais do DCE/UFMG. Um revolucionário ortodoxo, outro evolucionário heterodoxo. Velhos tempos...

17 abril, 2007 01:12  

Enviar um comentário

<< Home