sexta-feira, março 02, 2007

Na Esteira do Oscar: Mais Aquecimento Global

Estou apaixonado pelo assunto. Reparai no que encontrei em MetSul Meteorologia:

Quente ou frio?
O dia em que o Estadão anunciou o início de uma Era Glacial

Domingo, 30 de Junho de 1974. O Estado de São Paulo, um dos mais importantes jornais brasileiros e do continente, dedicava matéria de página inteira ao resfriamento do planeta Terra que vinha sendo observado desde a metade da década de 40. A manchete era enfátic: "A Terra caminha para nova era glacial". Esta é uma das tantas matérias antigas do arquivo próprio da MetSul Meteorologia que coleciona reportagens sobre o tempo e o clima das últimas quatro décadas no Brasil e que ajudam a ilustrar como a o humor da imprensa e dos cientistas varia de acordo com as situações de momento, o que está se produzindo agora com uma histeria midiática em torno do aquecimento global. Trata-se de mais um material que você somente encontrará na internet aqui no site da MetSul.

A reportagem do Estadão comentava que "o mundo está cada ano frio", citando reportagem da revista Time dos Estados Unidos. A publicação paulista deu amplo espaço ainda para a opinião dos cientistas brasileiros da época, mencionando que a hipótese de uma nova era glacial estava "muito bem fundamentada" e, por isso, "muito provável".

O jornal O Estado de São Paulo, para complementar a reportagem de 1974 intitulada "A Terra caminha para nova era glacial", valeu-se da opinião do pesquisador Giorgio Giacaglia, Diretor do Instituto Astronômico e Geofísico da Universidade de São Paulo (IAG/USP). O Diretor do IAG da USP publica uma síntese dos seus estudos com conlusões muito interessantes tanto para época como para os dias atuais e que vieram a se confirmar por estudos realizados nos últimos dez anos mediante a reconstrução por modelos do clima do último milênio. O pesquisador chama a atenção para o aquecimento iniciado ainda no século XIX e que se prolongou na primeira metade do século XX, sendo seguido pelo resfriamento a partir de 1945 e que até aquele momento (em 1974) perdurava. A Oscilação Decadal do Pacífico sequer havia sido descoberta, mas o padrão constante da oscilação já estava identificado no trabalho do pesquisador da USP. A PDo apenas viria a ser constada por Steven R. Hare e Yuan Zhang em estudo de 1997, portanto 33 anos depois.

Nos anos 30 e 40 era o calor que gerava temor na humanidade. Em 1960 e 1970, o frio assustava o planeta. Hoje, o calor volta a apavorar a humanidade. Diversas pesquisas apontam que o ciclo solar 25 com pico em 2.022 poderia ter uma atividade solar reduzidíssima.

Quem sabe, os temores sobre o frio não estarão de volta em 2.030 nos jornais e nas revistas?


Publicado pelo meteorologista Eugenio Hackbart no Blog Direto da MetSul.

3 Comments:

Blogger lcportinho said...

Eugenio Hackbart que diariamente nos brinda com suas corretas previsoes de tempo em meio aos noticiários esportivos da Guaiba.

02 março, 2007 11:41  
Anonymous Artur said...

Entre a década de 60 e 70, havia "fatos" que mostravam, de forma cabal, que a humanidade ia sucumbir pela fome. O argumento meio maltusiano foi desmontado pela dita "revolução verde". O ecologismo naturaliza a sociedade; "catastrofiza" os fatos. A raiz desse discurso é milenarista e religiosa, com uma pitada de pseudo-ciência (lembro das relações entre os quakers e o Greenpeace). Apesar disso, acredito piamente que a praia de Intermares (onde moro) será inundada no fim do mundo, e ele está próximo!

03 março, 2007 13:01  
Anonymous JS said...

Aqui, em Belzonte, estamos a favor do aquecimento global. Com o nível dos mares subindo, finalmente, teremos praia!

03 março, 2007 14:55  

Enviar um comentário

<< Home